ENTREVISTA COM A PRESIDENTE NACIONAL
ITAMARCIA MARÇAL DO PHS MULHER Em, 31/10/2012

Jornal online Asfunrio: Rio, (31/10/12). Nos dias 02/03 de novembro de 2012, o PHS estará realizando a sua Convenção Nacional, em Brasília, para a Escolha dos (46) membros do novo Diretório e Executiva Nacional. Você esta sendo referendado pelo Presidente do Diretório Regional no Rio, Vereador reeleito Marcelo Piuí, e do atual Presidente Nacional, Eduardo Machado, para ocupar a Presidência Nacional o PHS-Mulher. Fale um pouco da sua atuação no Rio e do apoio que você conquistou de diversos setores do partido ?

Leia também: Poder e Decisão - Sobre a participação feminina na política governamental e a participação feminina no sistema partidário

Itamarcia Marçal PHS: Sinto-me lisonjeada. Acredito que o trabalho que desenvolvo aqui no Rio, foi fundamental. Atualmente estou presidente do PHS - Mulher no Rio e fui convidada para essa tarefa. Assumir a Presidência do PHS – Mulher Nacional significa que o trabalho vai ter um crescimento geométrico, em face da grandiosidade dos estados do País. Precisamos também pensar na autonomia do movimento e de sermos capazes de fazer finanças para dar sustentação aos nossos quadros e ao PHS-Mulher. O estatuto do PHS prevê 5% da destinação dos recursos do Fundo Partidário, no Art. 19, para destinação - II - No mínimo 5% (cinco por cento) para criação e manutenção de programas de promoção e difusão da participação política das mulheres, conforme disposto no art. 44, V, da Lei n° 9.096/95, incluído pela Lei nº 12.034/09;

Jornal online Asfunrio: Como foi a Convenção Municipal do Movimento de Mulheres do PHS, para a escolha das candidatas a vereadoras?

Itamarcia Marçal PHS: Apesar das dificuldades naturais de mobilizar certo número de militantes e candidatas, para atingir os 30%, conforme dita a Lei. Fizemos a nossa Convenção, no Olaria Atlético Clube, com bastante militantes e simpatizantes. Saíram (24) candidatas a vereadoras. Na pratica foi um sucesso. Acredito que o partido atingiu o cociente eleitoral, graças aos votos nas mulheres. Você teve a oportunidade de conhecer a nossa militância, nossas idas e vindas na praça publica, pedindo voto. Fizemos um ato na rua da Carioca, chamado o “Rio sem memória”. O objetivo era despertar um senso critico no eleitor e impactá-lo com a seguinte pergunta: você sabe em quem votou nas ultimas eleições? Nessa empreitada conseguimos mobilizar homens e mulheres candidatos. Para nos foi uma vitória. Não é muito comum: homens e mulheres vestirem a mesma camisa em processo eleitoral.

Jornal online Asfunrio: Fale um pouco da sua militância como ativista do movimento social na AMALEME?

Itamarcia Marçal PHS: Estive na Presidência da associação de Moradores do Leme do ano de 1995 a 2002, em duas gestões Também acompanhei o trabalho do Carlão na Presidência por mais dois mandatos. A minha experiência adquirida nessa militância foi fundamental para aquilo que chamamos “senso critico”.

Jornal online Asfunrio: Foi uma oportunidade de conhecer profundamente os problemas do bairro de Copacabana e Leme?

Itamarcia Marçal: Sim, e também de nos mobilizarmos através das manifestações populares, como forma de conquista da cidadania. Tínhamos uma coisa em comum: nossas ações e manifestações eram pacificas, ordenadas e organizadas em prol do bem comum.

Jornal online Asfunrio: A união das comunidades: AMALEME, Chapéu Mangueira, Babilônia, e dos síndicos de condomínios de Copacabana e Leme, foram importantes para conquistas junto aos órgãos do poder público?

Itamarcia Marçal PHS: Sim, a nossa unidade foi fundamental. O importante para quem milita na comunidade é conhecer bem o bairro. Saber onde reivindicar a poda de uma arvore; discutir com o poder público o policiamento comunitário e por ai vai. Você precisa estar mobilizado para bater na câmara de vereadores, no executivo para ver suas demandas atendidas.

Outro exemplo: nós tínhamos a ferinha “Arte Leme" na Praça Julio de Noronha, no Leme, que era bastante participativa. A prefeitura através da (RA), vez por outra vinha querendo acabar com a feirinha sobre a alegação que se tratava de evento cultural e não de uma feira de artes. Ai, tivemos que botar o bloco na rua.

Jornal online Asfunrio: Tem diferença para você: atuar no movimento social ou em um partido político?

Itamarcia Marçal PHS: Quando você vem do movimento comunitário e entra em um partido político, você passa a compreender o quanto é “burocrático e distante” o movimento popular da administração partidária.

Mais é bom que se fale: quem escolhe os candidatos a vereador, deputado, prefeito e senador e a executiva do partido. Acho que deveria ser obrigatório o estudo dos "partidos políticos", nas universidades. Acredito que isso estimularia a juventude a participar mais ativamente da vida publica.

Se o povo soubesse a impotência dos partidos no desenvolvimento da Nação, ele não ficaria tão distante da vida partidária. Ainda sinto uma distância muito grande do povo, com a atuação nos partidos políticos. Na verdade temos mais de 30 partidos políticos constituídos, muitas ideologias, mais na pratica: pouco compromisso com o povo.

Jornal online Asfunrio: porque você resolveu se filiar ao PHS?

Itamarcia Marçal PHS: Em 2006, ainda na gestão do Ex. Prefeito Cesar Maia, fui convencida a sair candidata a vereadora. Na pratica: eu desconhecia “a vida política partidária”.

Jornal online Asfunrio: Foi o começo de uma militância, de um aprendizado?

Itamarcia Marçal PHS: Sim. A minha militância se intensificou quando eu passei a vender anúncios para o jornal “Na Boca do Povo.” A partir daí: passei estabelecer contatos com candidatos a vereadores e prefeitos de diversas legendas, para que anunciasse no nosso jornal. Foi nessa ocasião que conheci o PHS, e resolvi me filiar.

Jornal online Asfunrio: qual foi a sua experiência na ocasião?

Itamarcia Marçal PHS:
Boa, a militância no movimento de mulheres contribuiu muito com o meu aprendizado. Em 2008 elegemos o Vereador Marcelo Piuí. Tive uns contratempos com a antiga executiva e me desfilei-me em 2009. Retornei ao PHS em 2011. Dessa vez voltei com o foco no “Movimento de Mulheres”, na organização do partido.

Jornal online Asfunrio: O PHS, elegeu ao todo, 544 vereadores a Nível Nacional, dessas: 65 vereadoras são mulheres, além de 05 prefeitas e 4 Vice-Prefeitas. É uma vitoria do partido?

Itamarcia Marçal PHS: Sim, é uma vitória. Provamos que os PHS têm democracia interna e que privilegia a participação da mulher.

Jornal online Asfunrio: O PHS Mulher, têm alguma proposta para as prefeituras que se elegeram com a sigla?

Itamarcia Marçal PHS: Aprovamos em Brasília, o estimulo a a criação da Secretaria da Mulher. Pretendemos elaborar projetos de interesse social do nosso povo.

Já agendamos para abril de 2013, a Convenção Nacional do Movimento de Mulheres do PHS.

Nesse ínterim vamos discuti com as vereadoras, (es) prefeitas, (os) projetos que sejam viáveis para a população.

Jornal online Asfunrio: Os PHS participaram da coligação que elegeu Eduardo Paes, em 2008 e 2012. Como você analisa essa aliança?

Itamarcia Marçal PHS: Positiva, ótimo, muito importante. Acho que vamos ter mais presença no governo nessa reeleição do prefeito Eduardo Paes O vereador Marcelo Piuí, é quem faz a articulação com o governo.

Para a cidade do Rio, é muito importante que os vereadores estejam trabalhando em defesa da nossa cidade. Temos que atender bem os turistas que vem para a Copa do Mundo e as Olimpíadas. É muito importante que nossas calçadas estejam prontas, as ruas bem iluminadas e que haja segurança para todos. Vejo com bons olhos a parceira do Município do Rio com o governo estadual e o governo federal.

Jornal online Asfunrio: Você esta falando da unidade federativa: da união dos estados na organização do evento da Copa e das Olimpíadas?

Itamarcia Marçal PHS: Sim é isto.

Jornal online Asfunrio: Como você avalia a participação da mulher na direção do partido?

Itamarcia Marçal PHS: Sabemos que a participação da mulher em qualquer partido político é uma tarefa muito difícil. Acreditamos na democracia interna e no respeito dos nossos dirigentes as mulheres. Precisamos colocar mulheres na executiva sejam na esfera: municipal, estadual e nacional. Que sejamos um partido ético e solidário.

Jornal online Asfunrio: você acredita que os homens darão espaço na executiva ao movimento de mulheres?

Itamarcia Marçal PHS: Sim, estou convencido disto. Comecei essa entrevista com você ainda candidata a candidata. Hoje sou membro do diretório Nacional do PHS e Presidente do Movimento de Mulheres. Estamos chegando lá e a nossa sorte esta guardada.

Jornal online Asfunrio: Ainda falta a participação das Mulheres na Executiva Nacional, vocês acreditam que podem conseguir?

Itamarcia Marçal PHS: Com meus quase 60 anos de idade, eu não diria que seria possível, se eu não tivesse competência, humildade e crença no que estou dizendo.

A parceria com homens do PHS, é real e não fictícias. Que tenhamos capacidade de plantarmos a nossa semente e que gere uma esperança aos nossos filhos e netos. É bom que eles vejam a importância da “militância política”. E que essa semente contribua para fazermos um país mais fraterno.


Jornal online Asfunrio: Em São Paulo, nas eleições no segundo turno pegou fogo.Os adversários de Fernando Haddad, usaram o uso de preservativo e o chamado Kit Gay, como barganha de votos”. Vindo o pastor Samuel Malafaia, do Rio se manifestar em apoiou José contra o chamado "Kit Gay". Como você ver essa discriminação, o uso eleitoreiro disto?

Itamarcia Marçal PHS: Acho isso um absurdo, uma burrice total. O tema sexualidade requer uma discussão ampla. Falar de um tema tão complexo como esse usando a família. Creio ser desnecessário.


Veja o caso do Mahatma Gandhi, que nos deixou vários ensinamentos de fraternidade, humildade. Precisamos ser mais solidário com o próximo, só assim conseguiremos transformar o Brasil. Que possamos colocar um pouco de suavidade onde tenha violência e humildade onde tenha arrogância.


Jornal online Asfunrio: Como nova Presidente eleita na Convenção Nacional, qual serão suas primeiras medidas?

Itamarcia Marçal PHS: Onde não houver "embrião de movimento de mulheres", articularemos com os Diretórios Regionais, "encontros de mulheres" e a indicação da presidente provisória. Desses encontros pretendemos que saíam às "teses da atuação do movimento de Mulheres" para apresentarmos na Convenção Nacional que se realizara em abril de 2013. Já encaminhamos ao Presidente Nacional do PHS, Sr. Eduardo Machado, e ao Presidente Regional do Rio, Marcelo Piuí: as linha gerais, estatuto e regimento interno do funcionamento do Movimento de Mulheres. “Depois de aprovado, faremos uma Resolução Conjunta”, norteando as ações do movimento.

Jornal online Asfunrio: Finalizando: tudo que discutimos não é uma mera ficção?

Itamarcia Marçal PHS: Acredito que não. Estamos elaborando na sua quarta edição, “agenda das mulheres” É um projeto bonito de valorização da mulher. Estamos à procura de patrocinador.

Jornal online Asfunrio: muito obrigado e sucesso na agenda.

Entrevista: Reinaldo Cunha

ITAMARCIA MARÇAL
PRESIDENTE PHS MULHER NACIONAL

2221-1798
contato@itamarcia.com.b
r

Filie-se a ASFUNRIO
Apenas R$9,60

ASFUNRIO - Trabalhando Por Você!
Departamento Jurídico
Consulta com hora marcada

Ligue:
2524-0067 - 9857-1741
e-mail: asfunrio@asfunrio.org.br
Copyright© 2002/2012 - ASFUNRIO - Associação dos Servidores da SMDS e Fundo Rio
Visualização Mínima 800x600 melhor visualizado em 1024 x 768
Web Designer: Leonardo Lopes