ADILSON PIRES, SUBSTITUTO NATURAL DE PAES?


BASTIDORES DO PODER

Com a vitória consagradora nas urnas do RIO — Com uma votação histórica, a maior já registrada no Rio, 2,09 milhões de cariocas (64,6% do total de votos válidos) o prefeito Eduardo Paes (PMDB) tomou posse para um mandato de mais quatro anos. E isto só foi possível em virtude da aliança com mais de 20 partidos políticos.

Resgate histórico - O que mudou nessa eleição com aquela de quatro anos atrás de 2008 quando Paes venceu o então candidato do PV, Fernando Gabeira com 50,8% contra 49,1% — uma diferença mínima de 55 mil votos?

Bem! Podemos atribuir ao bom governo do prefeito reeleito Eduardo Paes e a boa articulação com a câmara de vereadores e por ultimo: o voto dos eleitores. Mas, quem sucederá o prefeito Eduardo Paes daqui a quatro anos, já que ele não pode mais concorrer ao cargo de prefeito?

Segundo o que me confidenciou algumas pessoas próximas do Vice-Prefeito Adilson Pires, ele seria um candidato natural a sucessão do Prefeito Eduardo Paes. Segundo a mesma fonte que não quis se identificar, embora o jogo só esteja começando, nos bastidores a luta política a sucessão de Paes, já começou.

Quais os fatores favoráveis a Adilson Pires?
O motivo principal segundo sua assessoria foi a vitória interna da articulação do PT com o PMDB, que redundou na vitoria de Eduardo Paes no primeiro turno.

Outro fator favorável foi a sua indicação como Vice-Prefeito e a ocupação da atual pasta de Secretario de Assistência Social.

Quem teria chances dentro da coligação que elegeu Paes, descredenciar Adilson Pires?
Pelo que estamos vendo nos corredores da “maquina municipal”, com a posse dos novos secretários, da Casa Civil, Pedro Paulo e o Secretario de Governo, Rodrigo Bethlem, o jogo vai ser bastante duro. Ambos tem chances de serem o sucessor do atual prefeito. A questão é saber quem tem mais chances internas de sair vencedor da convenção do PMDB, com apoio de Sergio Cabral e Eduardo Paes, daqui a quatro anos. Tanto, Rodrigo Bethlem, Secretario de Governo, como Pedro Paulo, Chefe da Casa Civil, são opções que precisam vencer a ganância dos adversários. Segundo o ditado popular: ''o pior inimigo é o inimigo interno''.

Na Gaiola de Ouro, tem algum nome expressivo?
A Vereadora Rosa Fernandes, e o atual Líder do Governo, Luiz Guaraná, podem se apresentar como opção a sucessão do prefeito Eduardo Paes? A primeira em função de ter sido campeã de votos nas ultimas três eleições, e a necessidade de uma mulher surgir como opção à sucessão. O outro pelo trabalho que desenvolverá como Líder do governo na CMRJ e pela simpatia de Paes a sua liderança. Ainda e cedo para dizer se o atual Líder vai ofuscar os candidatos concorrentes da sua mesma base partidária. O futuro vai dizer?

O que faria Pires sobressair nesse jogo da sucessão nós próximos quatro anos?
Segundo o que confidenciou seus assessores próximos. Pires como Vice- Prefeito e Secretario da (SMAS), fará um trabalho de visibilidade na área social com apoio da presidente Dilma e o Ex. presidente Lula. Seja como for o tempo vai dizer quem será cabeça de chapa nas eleições de 2016. É esperar pra ver?

O momento é de Alternância política no comando do Governo do Estado, diz Reimont?
Em entrevistas ao Jornal online da ASFUNRIO, o Vereador Reimont disse que chegou à hora do PMDB apoiar o PT e que a candidatura do Senador Lindberg já é consenso dentro do partido. Segundo ele: “chegou a hora do PMDB abrir mão da sua candidatura, para retribuir o apoio que o PT deu ao Governador Sergio Cabral e ao prefeito Eduardo Paes”.

Leia a entrevista do Vereador Reimont ao Jornal Online da ASFUNRIO

Haverá alternância de poder cobrada pelo PT ao PMDB, para as eleições para Governador do Estado?
Tudo indica que não. O que estamos vendo através das entrevistas de seus interlocutores do PMDB a imprensa, é que o Governador Sergio Cabral e o Prefeito Eduardo Paes, apostam suas fichas em Luiz Pezão, Vice Governador. Mas, a sucessão tem outros nomes de peso como o Ex Governador Antony Garotinho e o Senador Lindberg, que ambicionam concorrer ao governo do estado. O senador Lindberg conta com o apoio do PT, e Garotinho das Igrejas Evangélicas.

Não tenho bola de cristal, porém, o futuro vai dizer se o PT vai marchar com o PMDB em aliança para as eleições para o Governo do Estado. Será que haverá aliança de Garotinho com Lindberg? O futuro vai dizer.

 

Texto: Reinaldo Cunha


Outras Notícias:
Adilson Pires: A cidade reconstruída
Entrevista com Adilson Pires ao Jornal Online ASFUNRIO
Senador Lindberg compromete Adilson Pires, Vice-Prefeito de Paes

 

Assista ao vídeo

 

Filie-se a ASFUNRIO
Apenas R$9,60

ASFUNRIO - Trabalhando Por Você!
Departamento Jurídico
Consulta com hora marcada

Ligue:
2524-0067 - 9857-1741
e-mail: asfunrio@asfunrio.org.br
Copyright© 2002/2013 - ASFUNRIO - Associação dos Servidores da SMDS e Fundo Rio
Visualização Mínima 800x600 melhor visualizado em 1024 x 768
Web Designer: Leonardo Lopes